2 de junho de 2019
(86) 9810-8310 / 98153-2296
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 02/jun/2019

Reformas de rosca

Não é apenas a oposição parlamentar que não quer as reformas encampadas pelo governo Bolsonaro.

As resistências às mudanças partem de outros setores com grande poder de articulação.

Entidades de magistrados, por exemplo, reagiram negativamente à participação do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, na costura de um pacto com os chefes dos Poderes Executivo e Legislativo em favor de reformas estruturantes.

Para a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), o minisro Dias Toffoli não deveria tomar parte nas discussões porque alguns pontos da reforma da Previdência, por exemplo, deverão ser questionados no Supremo, se aprovados pelo Congresso Nacional.

A Associação Juízes para a Democracia (AJD) – para mim, esta é nova! Até agora, imaginava que todos os juízes eram pela democracia! – foi mais incisiva e classificou como inadmissível a participação do presidente do Supremo nessas discussões.

“Agindo assim, o presidente do STF atinge, a um só tempo, o princípio da separação dos poderes, a Constituição da República e o Estado Democrático de Direito”, afirma a associação.

“Os juízes brasileiros, zelosos de sua missão constitucional e compromissados, verdadeiramente, com a Democracia, não irão compactuar com acordos que atinjam a independência da magistratura”, acrescenta a entidade.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!